Italian Science Department of Education and Psychology Journal, University of Florence

COMPARATIVE CULTURAL STUDIES: EUROPEAN AND LATIN AMERICAN PERSPECTIVES

Call for papers
New debates on cultural diversity governance: gender and methodological discussions. n. 2/2016

Editors:
Brenda Matossian (IMHICIHU, CONICET – Argentina)
Cecilia Melella (IMHICIHU, CONICET – Argentina)
Thais França (CICS.Nova, UMinho – Portugal)

Among a variety of discussions topics on cultural diversity governance, gender issues are nodal as they remain as a minimized and invisible research axis. Despite the quantitative growth of female migration, the qualitative changes in immigrant women profiles and trajectories and the visibility of women’s role in the identity, social, cultural and political dynamics are yet themes short discussed and considered.

Moreover, new epistemologies, ethnographies and participatory methodologies have offered innovative and varied contributions as regards the questions, tools and research methods that remain virtually unknown among studies and analysis on cultural diversity management.

In this sense, the second number of "Comparative Cultural Studies: European and Latin American perspectives" aims to fill these gaps and establish itself as a thematic dossier on gender and methodological debates on cultural diversity governance.

Proposed thematic lines:
• Migration policies and gender
• Feminist methodologies and migration studies
• Identities, gender and migration
• Minority groups: race and gender
• Methodologies and new approaches in studies on cultural diversity governance

Languages: portuguese, english, spanish and italian.
Articles length: between 30.000 and 35.000 characters (including spaces).
Citation according to APA (American Psychological Association) rules
Sixth Edition.

Deadlines:
May 1: titles and abstracts
July 20: full text
September 1: send authors for review
October 1: final version

Download call for papers

 

Revista Italiana del Departamento de Ciencias de la Educación y Psicología, Universidad de Florencia

Estudios Culturales Comparativos: Perspectivas Europeas y Latino Americanas.

Convocatoria de artículos

Nuevos debates sobre gobernanza de la diversidad cultural: cuestiones de género y discusiones metodológicas. N. 2/2016

 

Editoras:

Brenda Matossian (IMHICIHU, CONICET – Argentina)
Cecilia Melella (IMHICIHU, CONICET – Argentina)
Thais França (CICS.Nova, UMinho – Portugal)

 

Entre los diversos temas que abarcan los debates sobre la gobernanza de la diversidad cultural, las cuestiones de género resultan nodales, pues continúan siendo un eje de trabajo minimizado e invisibilizado. A pesar del crecimiento cuantitativo de la migración femenina y cambios cualitativos en los perfiles y las trayectorias de las mujeres inmigrantes, así como la visibilidad del papel de la mujer en las dinámicas identitarias, sociales, culturales y políticas en contextos minoritarios, aún resultan temas poco discutidos y considerados.

Por otra parte, las nuevas epistemologías , las etnografías y las metodologías participativas han ofrecido contribuciones innovadoras y variadas con respecto a las preguntas, las herramientas y los métodos de investigación que siguen siendo prácticamente desconocidos en los estudios y análisis sobre la gestión de la diversidad cultural.

En este sentido, la segunda edición de " Estudios Culturales comparativos: perspectivas europeas y latinoamericanas” pretende colmar estas dos brechas y establecerse como un dossier temático dedicado a las cuestiones de género y a los debates metodológicos sobre la gobernanza de la diversidad cultural.

Ejes temáticos propuestos:
• Políticas migratorias y de género
• Metodologías feministas y estudios migratorios
• Identidades, género y migración
• Grupos minoritarios: raza y género
• Metodologías y nuevos abordajes en los estudios sobre gobernanza de la diversidad cultural
Idiomas: portugués, inglés, español e italiano.

Extensión de los artículos: entre 30.000 e 35.000 caracteres (incluidos los espacios). Citación según normas APA (American Psychological Association) Sexta edición.

Fechas:

1 de mayo: títulos y resúmenes
20 de julio: trabajo completo
1 de septiembre: envío a autores para revisión
1 de octubre: envío para versión final

Descarga de la convocatoria

Revista Italiana del Departamento de Ciencias de la Educación y Psicología, Universidad de Florencia

ESTUDIOS CULTURALES COMPARATIVOS: PERSPECTIVAS EUROPEAS Y LATINO AMERICANAS

Chamada para artigos
Novo debates sobre a governação da diversidade cultural: questões de gênero e discussões metodológicas. n.2/2016

Editoras:
Brenda Matossian (IMHICIHU, CONICET – Argentina)
Cecilia Malella (IMHICIHU, CONICET – Argentina)
Thais França (CICS.Nova, UMinho – Portugal)

Dentre os vários tópicos que abarcam as discussões sobre a governação da diversidade cultural, embora as questões de gênero sejam de suma importância, elas continuam a ser minimizadas. Apesar do crescimento quantitativo das migrações femininas e das mudanças qualitativas nos perfis e nas trajetórias das mulheres imigrantes, bem como de uma visibilidade acerca do papel das mulheres nas dinâmicas identitárias, sociais, culturais e políticas em contextos de grupos minoritários, esses são temas que continuam a ser pouco discutidos e considerados.

Além disso, as epistemologias feministas, as etnografias e metodologias participativas as tem oferecido inovadoras e variadas contribuições no que diz respeito a perguntas, ferramentas e métodos de investigação que ainda são praticamente desconhecidos nos estudos e análises sobre a governação da diversidade cultural.

Neste sentido, o segundo número da revista “Estudios culturales comparativos: perspectivas europeas y latino americanas” tem como objetivo preencher essas duas lacuna. Portanto, configura-se como um dossiê temático dedicado às questões de gênero e aos debates metodológicos dentro das discussões sobre a governação da diversidade cultural.

Eixos temáticos propostos:
• Políticas migratórias e gênero
• Metodologias feministas e estudos migratórios
• Identidade, gênero, imigração
• Grupos minoritários: raça e gênero
• Metodologias nos estudos sobre governação da diversidade cultura
• Novas abordagens metodológicas sobre a governação da diversidade cultural

Idiomas: Português, inglês, espanhol e italiano
Extensão dos artigos: Entre 30.000 e 35.000 caracteres (incluindo espaços).
Formatação: Normas APA (American Psychological Association) 6ª Ed.

Prazos:
1 de Maio: Títulos e resumos
20 de Julho: Trabalho Completo
1 de Setembro: Envio aos autores para revisão
1 de Outubro: Envio da versão final

Carregar chamada

A REMHU, Revista Interdisciplinar da Mobilidade Humana (www.csem.org.br/remhu ou www.scielo.br/remhu), comunica que no segundo semestre de 2016 será publicado o n. 47 da revista com um DOSSIÊ sobre o tema “O protagonismo dos/das migrantes”.

O objetivo do DOSSIÊ é debater os temas da agency, da resiliência do/a migrante, a relação entre sujeição e subjetivização no percurso migratório: quais os fatores que promovem a agency e quais a inibem? No contexto em que milhares de pessoas fogem de guerras e violações sistemáticas de direitos humanos, pode-se ainda falar em “protagonismo” dos migrantes? Existe uma ação coletiva de transformação social por parte de grupos migrantes ou há apenas estratégias individuais de sobrevivência?

Alguns exemplos de temas que podem ser abordados:

  • Abordagens teóricas sobre os temas da agency e da resiliência dos migrantes.
  • Participação cívica e política dos migrantes
  • Atos de protestos e greves
  • Grupos organizados de reivindicação e promoção de direitos
  • Associativismo
  • Comunidades migrantes no exterior
  • Práticas de resiliência e resistência, individuais e coletivas, diante de situações de exploração e discriminação
  • A migração e a autonomia da mulher migrante
  • O papel da sociedade de acolhida (ONGs, pastorais...) na promoção do protagonismo dos migrantes
  • As TICs como instrumentos de organização de mobilizações de migrantes
  • O protagonismo dos migrantes no mundo da cultura e da economia (empresariado)
  • ...

Além do dossiê, a revista REMHU inclui também uma SEÇÃO ARTIGOS referente a qualquer assunto relacionado com as migrações nacionais e internacionais: trabalhos para esta secção podem ser submetidos para avaliação.

Os artigos podem ser escritos em português, italiano, inglês ou espanhol e devem ser enviados diretamente pelo site da revista www.csem.org.br/remhu até o dia 30 de junho de 2016, não podendo ultrapassar 45 mil caracteres com espaço (incluindo um abstract e 3/5 palavras chave em inglês). Todos os manuscritos submetidos à revista serão avaliados por dois ou mais referees especialistas no tema e anônimos, sendo o sigilo garantido em todo o processo de revisão.

As normas bibliográficas que devem ser adotadas pelos autores e outras informações encontram-se no site da REMHU (www.csem.org.br/remhu) ou no site da Coleção SciELO (www.scielo.br/remhu). Para qualquer informação entrar em contato no e-mail This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it..

Fraternalmente,

Comissão Editorial REMHU

Page 2 of 4

Academic production